top of page

Dependências emocional



Dependência emocional é um problema que afeta alguns relacionamentos afetivos. Reconhecer a situação logo no início evita que anos se passem sem conseguir tomar decisões importantes em busca dos sonhos pessoais. O que é dependência emocional? Dependência emocional é quando alguém depende completamente de uma outra pessoa para ser feliz.

Assim sendo, a felicidade não é encontrada dentro de si, o que faz com que a pessoa que sofre do problema busque sempre estar do lado do outro.

A dependência emocional tem uma série de consequências na biografia de quem sofre, entre elas:

  • Dificuldade de se expressar;

  • Não toma as escolhas por si só;

  • Não é capaz de sonhar sozinha (a);

  • Tem dificuldade para se imaginar sem a pessoa com quem se relaciona.

Quais são as causas da dependência emocional?

A literatura científica não traz uma só causa para a dependência emocional. A seguir, veremos 5 situações que costumam ter relação com o problema.

Baixa autoestima A pessoa com baixa autoestima tem dificuldade em valorizar seus pontos fortes. Isso a leva a pensar que o outro é muito “superior” a ela. Por tabela, essa visão gera uma relação discrepante entre as partes, em que uma manda e a outra obedece. Nesse viés, a submissão é uma das principais características da dependência emocional.

Excesso de zelo Crianças e adolescentes que foram educados com muito zelo, no sentido de não ter liberdade para entender e “testar” o mundo, podem ter maior predisposição à dependência emocional na vida adulta. Isso ocorre porque o adulto, que cresceu com excesso de zelo, deposita a segurança e seu próprio bem-estar em alguém, o que causa a dependência. Tal relação é uma perpetuação da vivência infantil.

Abandono parental Crescer sem a presença de um dos pais traz um vazio para o filho. Um mecanismo psíquico para tentar suprir esse vazio é buscar uma pessoa para preenchê-lo. Nesse mecanismo, podem surgir relacionamentos abusivos, por conta da dependência emocional.

Insegurança De fato, a maior parte das pessoas que sofrem de dependência afetiva são inseguras. A insegurança envolve, principalmente, a falta de coragem para se expressar no mundo. Afinal, evita-se de todas as formas criar conflitos com o outro, uma vez que se quer sempre a presença da pessoa em que se deposita a dependência.

Visão incorreta sobre a dependência O ciúmes excessivo, muitas vezes percebido como “amor” e “carinho”, na verdade é uma das causas da dependência emocional. Quando uma parte tenta controlar a outra, decidindo o que ela irá fazer ou não por causa de ciúmes, gera-se uma supressão da liberdade dentro do relacionamento. Ou seja, não se deve romantizar o ciúmes excessivo, uma vez que ele gera relações afetivas disfuncionais.

Como a pessoa com dependência emocional se comporta? Basicamente, a pessoa dependente se dispõe a fazer tudo pelo outro, mesmo que isso infrinja seus próprios valores. Dessa forma, coloca-se a pessoa do relacionamento como a única fonte de felicidade da vida.

Tudo isso, como se pode imaginar, gera uma grande tensão interior, visto que há medo constante do término.

Quais são os sinais e sintomas da dependência emocional? Diante de um dos seguintes sinais e sintomas, pode-se desconfiar da dependência emocional. Veja só:

  • Submissão ao outro;

  • Sinais de abstinência na ausência da pessoa amada;

  • Dificuldade de tomar decisões importantes nos relacionamentos;

  • Sentimento de insatisfação;

  • Tédio;

  • Medo da solidão;

  • Vazio emocional;

  • Falta de amor próprio;

  • Intolerância à frustração.

Quem sofre mais com esse problema? Embora a dependência emocional seja mais comum entre mulheres, muitos homens também têm esse problema.

Afinal, os fatores que causam a dependência, como vimos antes, são multifatoriais. Ou seja, o processo antes do início de uma relação de dependência afetiva é complexo, o que não permite isolar as pessoas que sofrem em um grupo.

Como lidar com a dependência emocional? Há como tratar a dependência emocional.

Confira o passo a passo para isso na sequência:


Reconheça o problema O primeiro passo é saber que se sofre do problema.

Busque analisar se você está sendo autêntico ou autêntica dentro do seu relacionamento. Se perceber que de alguma forma seu “eu” está sendo tolhido, talvez você esteja num relacionamento de dependência.

Desenvolva a autoestima e o amor próprio Se valorizar é o passo mais importante para curar a dependência emocional. Afinal, a pessoa insegura permite que o relacionamento persista com o problema. Assim, é fundamental reconhecer seu valor e começar a cuidar de si.

Faça terapia De acordo com os estudos científicos, a psicoterapia é o melhor tratamento para a dependência emocional. Com a ajuda de um especialista, é possível não só identificar a causa do problema, como também propor intervenções personalizadas para resolvê-lo. O terapeuta, ao longo das sessões, orienta o paciente para dentro de si, a fim de que ele reforce a confiança e a autoestima.

24 visualizações0 comentário

Opmerkingen


bottom of page