top of page

Como identificar e lidar com pais narcisistas

Os pais narcisistas geralmente são autoritários, mas, acima de tudo, bastante limitantes. Na maioria dos casos, eles têm como único objetivo garantir que os filhos atendam às suas expectativas e permaneçam submetidos a seus desejos grandiosos.

Uma das características mais evidentes dos pais narcisistas é a de considerar os filhos como um objeto. Eles são um meio para um fim, e esse fim é o de satisfazer as necessidades dessa figura materna ou paterna que vetará o desenvolvimento psicológico e emocional da criança. Assim, ela será moldada e manipulada exclusivamente para atender às suas expectativas.


São muitos os adultos, tanto homens quanto mulheres, que mostram claras consequências da educação exercida por essas figuras. Em geral, costumam ocorrer dois fenômenos: ou os pais narcisistas modelam filhos igualmente narcisistas ou dão ao mundo filhos co-narcisistas, ou seja, pessoas feridas que tendem a permanecer ancoradas a essas figuras paternas ou maternas.


Sem dúvida, há quem consiga deixar para trás esse vínculo doloroso, esse ambiente que funciona como uma seita e uma fábrica de sofrimento contínuo. No entanto, as consequências permanecem latentes, na forma de estresse pós-traumático. É decisivo, portanto, saber reconhecer esse padrão de comportamento por parte do pai ou da mãe que apresenta o transtorno de personalidade narcisista.


Estas são as características dos pais narcisistas

Em primeiro lugar, é importante diferenciar os pais com altas expectativas em relação aos filhos daqueles com traços claros de narcisismo patológico. Às vezes, costumamos misturar termos e, assim, caímos em erros. Um pai ou mãe narcisista é aquele que veta completamente a autonomia vital de uma criança, independentemente de sua idade.


Por exemplo, uma pesquisa da Universidade de Amsterdã destaca como os pais com transtorno de personalidade narcisista estabelecem relacionamentos abusivos nos quais os filhos podem ser culpados pela infelicidade dos pais.


Além disso, os efeitos do narcisismo parental afetam até mesmo o desenvolvimento cerebral das crianças. Foram observadas variações no volume da substância cinzenta cerebral e um menor tamanho do hipocampo, tudo isso como resultado da alta carga de estresse mantida ao longo dos anos.


Veremos agora quais são essas características dos pais narcisistas:


1. Restringem a liberdade

Isso já foi apontado anteriormente. Os pais narcisistas têm narrativas internas sobre a forma como a arquitetura familiar deve se desenrolar. E, nessa estrutura, ninguém é livre. É por isso que esse cenário é frequentemente comparado ao de uma seita. Assim, há um ou vários líderes ideológicos, enquanto os outros devem se integrar e cumprir as suas ordens.


Afinal, a única coisa que importa é satisfazer o líder; é preciso fortalecer e fazer feliz esse progenitor. Isso implica que a criança deve atender a todas as expectativas pessoais e acadêmicas que, certamente, o narcisista não alcançou na sua própria época.


2. Minam a autoestima dos filhos

Uma das características dos pais narcisistas é a de marginalizar o autoconceito e a autoestima dos seus filhos. Afinal, a última coisa que pode acontecer nesse cenário familiar é as crianças se destacarem e serem bem-sucedidas.


Se o filho for melhor que o pai ou a mãe em algum aspecto, surge a raiva ou a frustração. Portanto, brilhar é algo inadmissível nesses ambientes patológicos.


3. Têm uma imagem distorcida de si mesmos

Essas personalidades habitam o mundo ocupando espaços, ofuscando e atropelando todos os direitos alheios. Elas se definem por uma visão distorcida e inflada de si mesmas. Ou seja, essas pessoas se percebem como figuras com mais necessidades e virtudes do que os outros, o que as leva a usar os demais como objetos para reforçar o seu ego.


Um filho é o combustível perfeito para nutrir e oxigenar a sua autoestima e autoimagem. Ele será manipulado ao extremo para que sempre viva ao seu redor, satisfazendo todas as ordens, todos os caprichos.


4. Da porta para fora, são os pais perfeitos (e não hesitarão em anunciar esse fato)

Há uma característica recorrente que todas as vítimas de um ou de ambos os pais narcisistas explicam. Diante da sociedade, vizinhos e amigos, eles aparentam ser uma família idílica. O narcisista gosta de mostrar ao mundo que os seus filhos são perfeitos e que a sua vida é um reflexo absoluto de uma felicidade deslumbrante.


Ele se orgulha de que os seus filhos são os mais prestativos e obedientes. Quase sempre recorre à mentira, distorcendo a realidade para dizer que os “seus filhos os adoram”. Além disso, também não hesita em criticar outras famílias e subestimar o que os outros fazem para, dessa forma, incutir em seus filhos a ideia de que “eles são melhores do que qualquer outra pessoa”.


5. Precisam de validação

Se há uma coisa de que o narcisista precisa é a validação, em todos os momentos e em qualquer circunstância. Isso é especialmente prejudicial quando ele tem uma família. Afinal, ele será o foco ao redor do qual toda a dinâmica deve girar, e aquilo que os seus filhos precisam, sentem ou pensam não será considerado importante.


Sua grandiosidade é tão opressiva que sufoca qualquer oportunidade para que os filhos desenvolvam a própria identidade. Como consequência, isso fará com que atinjam a adolescência e a maturidade internalizando um claro sentimento de inferioridade.


Entre as características dos pais narcisistas está, sem dúvida, o jogo da culpa. Quando o narcisista se sente frustrado por algum motivo, ele culpa os filhos pela sua infelicidade e desconforto. Esta é uma clara forma de abuso psicológico.


7. Tentam impedir a independência dos filhos

Não importa quais sejam os sonhos dos seus filhos. Os seus objetivos de vida não são importantes. Quando se tem um narcisista como progenitor, instala-se a obrigação latente de cuidar dessa figura abusadora durante a vida toda. Ou seja, isso significa que qualquer tentativa de independência será boicotada, incluindo também os objetivos profissionais e os relacionamentos amorosos.


8. São ciumentos e se vitimizam

Quando se tem um pai ou mãe narcisista, ninguém pode ousar ser melhor do que ele(a) em nenhum aspecto. Caso contrário, ele(a) vai se sentir humilhado(a) e recorrer à vitimização.


Por exemplo, se um filho consegue um bom trabalho e é feliz, ele será criticado por tê-lo(a) abandonado ou por se priorizar mais do que o pai ou a mãe.


9. Praticam um amor egoísta, desprovido de empatia

Uma das características dos pais narcisistas é a frieza emocional e a empatia instrumental. Ou seja, em outras palavras, eles conseguem reconhecer as emoções e necessidades dos seus filhos, mas o seu interesse é manipulá-los para obter benefícios.


No final das contas, dentro do seu repertório psicológico, as pessoas são meros objetos, não filhos, parceiros ou amigos que devem ser respeitados e cuja felicidade devem buscar.


Como Lidar com isso?


O erro mais comum de quem lê esse tipo de artigo é tirar suas conclusões e ou tentar assumir a responsabilidade por mudar os pais ou sentir raiva e despejar neles.


Pais Narcisistas não são vilões, são fruto da sua própria história pessoal e das escolhas que fizeram.


O primeiro passo após ler esse artigo é procurar um psicoterapeuta para tratar primeiro confirmar se de fato você é filho(a) de pai ou mãe narcisista e empreender um processo terapêutico para tratar as marcas, aceitar que eles são como são e não vão mudar e construir inteligência emocional para que os reflexos da sua história pessoal deixem de ditar o seu futuro.


Mesmo tendo passando uma vida inteira vivendo angústias buscando aceitação, afeto e talvez por conta disso passando por relações abusivas. O seu futuro agora pode ser escrito pelas suas próprias mãos e é isso que você merece.

849 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page