top of page

6 FASES DO PROCESSO DE MUDANÇA COMPORTAMENTAL

Para os que querem mudar, para os que não querem mudar e para os que esperam vir a mudar



Certamente já fez muitas mudanças ao longo da vida, umas mais difíceis que outras, algumas aconteceram sem dar por elas, outras não se vai esquecer delas. Como se dá o processo de mudança?


Mudar significa fazer ou sofrer alteração, transformar, modificar, substituir, renovar, dar outra orientação, direção ou sentido (dicionário Priberam online). Ao ler todos estes significados que a palavra mudar encerra constatamos que o processo de mudança pode ser complexo e nem sempre pacífico.


Em primeiro lugar é importante identificar o que podemos mudar em nós. Muitas mudanças ao longo da vida ocorrem em nós sem que tenhamos controlo, por exemplo os aspetos relacionados com o crescimento, regeneração celular. Existem, no entanto, algumas mudanças (que determinam o curso da nossa vida) e nas quais temos muita influência, tais como mudanças nos nosso pensamentos, sentimentos, comportamentos.


Quando pensamos em mudança a maioria de nós pensa na fase da ação, a fase onde é visível a mudança, a transformação. A mudança não se resume a esta fase e por isso às vezes é tão difícil levar a diante e normalmente pela frustração muitos desistem ao longo do caminho. Vários investigadores têm desenvolvido estudos para compreender como ocorre a mudança. Estes têm permitido explicar e compreender a dificuldade em alterar comportamentos relacionados com tabagismo, alcoolismo, controlo de peso, problemas relativos à ansiedade, depressão, relacionais, etc.


A mudança consiste num conjunto de 6 fases em que a ação é apenas uma delas. Na verdade podemos iniciar o processo de mudança sem nunca passar à ação.


1.PRÉ-CONTEMPLAÇÃO


Na fase de pré-contemplação não existe, de uma maneira geral, intenção de mudar. Os amigos e familiares identificam o problema mas o próprio recusa-se a pensar ou falar sobre ele


2. CONTEMPLAÇÃO


Na fase de contemplação o individuo reconhece o problema e começa a querer resolvê-lo. Nesta fase tenta compreender o problema, sem que aja ainda um compromisso no sentido da ação.


3. PREPARAÇÃO


Na fase de preparação começa a planear a mudança no tempo, é nesta fase que a busca por recursos acontece, e é nesta hora que muitos falham ao buscar apenas dentro de si os recursos para mudar.


4. AÇÃO


Na fase de ação coloca-se em prática a mudança de acordo com o planeado, nesta fase o indivíduo conta consigo mesmo para agir e naturalmente busca dentro de si e fora os reforços positivos para continuar agindo, se convencendo constantemente de que está fazendo o melhor e exatamente o que tem que ser feito. Apenas nessa fase as motivações e o entusiasmo são de fato um combustível a mais para o sujeito, porém é na disciplina que se consegue avançar.


5. MANUTENÇÃO


Na fase de manutenção é necessário continuar a trabalhar para obter os ganhos visíveis na fase anterior. Esta é uma fase que exige um grande compromisso, esforço e principalmente apoio externo, preferencialmente de um profissional habilitado para conduzir em parceria com você esse processo de mudança.


6. EFETIVAÇÃO


E a mudança esta concluída quando se atinge o objetivo e a mudança está implementada no dia-a-dia. Ou seja, quando se torna um hábito, algo natural, que o indivíduo faz sem nem mesmo perceber.


Agora que já conhece as fases da mudança escolha um dos problemas com que se debate…identifique a fase em que está…o que precisa para passar à fase seguinte?


Lembre-se que em todas as mudanças(incluindo as que ocorrem no processo terapêutico) você é o principal agente de mudança.


Na Formação de Especialistas em Comportamento, o aluno passa por um processo de desenvolvimento pessoal enquanto adquire competências técnicas e comportamentais para se tornar uma autoridade na sua vida profissional. O formando aprende não só como criar mudanças poderosas em seu comportamento, mas também como auxiliar outras pessoas nesse processo. Para saber mais sobre esse programa, clique aqui

1.968 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page